Jazz and Bossa Radio

Jazz and Bossa Radio
Jazz and Bossa Radio

sábado, 31 de enero de 2009

Artista da Semana - Mara Melges (Fevereiro 1 - 7)

Artista da Semana - Mara Melges



MARA MELGES

http://www.maramelges.multiply.com/
http://jazznbossa.ning.com/profile/MaraMelges

Brasileira, nascida na cidade de Piracicaba, interior do estado de São Paulo, a cantora, compositora e preparadora vocal Mara Melges iniciou seus estudos de música muito cedo, incentivada pelo pai, o poeta e escritor Helly de Campos Melges e pela mãe, a soprano Maria de Lourdes, aprendendo a tocar piano, flauta e violão no Conservatório Dramático e Musical, mudando mais tarde para a Escola de Música de Piracicaba, do grande Maestro Ernest Mahle.

Com sua voz afinada e melodiosa cantou nos corais das igrejas Metodista e Prebiteriana que freqüentava, juntamente com sua família, chegando também a integrar durante vários anos o coral do Colégio Salesiano Dom Bosco, onde cursou o Ensino Fundamental.

Foi também na infância que ganhou um prêmio como instrumentista por ter se destacado em um concurso para jovens talentos em sua cidade, interpretando ao piano, com muito sentimento e devoção, pequenas peças de J.S. Bach e F. Chopin, dois de seus compositores preferidos na música erudita.

Sempre muito criativa, desde muito cedo já escrevia poemas e crônicas, além de inventar melodias que desenhava no piano e também na flauta, mas foi na adolescência que adotou o violão, seu terceiro e definitivo instrumento, fato que a levou a compor suas primeiras músicas de protesto e a montar sua primeira banda de rock.

Foram inúmeros festivais estudantis em sua cidade e cidades vizinhas, dos quais participava cantando suas composições e também tocando-as no violão e às vezes no teclado. Venceu um deles, o Femuse, como melhor intérprete.

Eram muitas as músicas que a influenciavam na época: a música erudita, a música brasileira, o rock inglês, o blues, o soul, o jazz, a música latina, e, apesar da vontade incontida de se dedicar exclusivamente a esta arte, seguir carreira com ela parecia, aos olhos da família e dos amigos um desvario, então, lecionando inglês, iniciação musical para crianças e já ingressando na área jornalística, com trabalhos em rádio e jornal, resolveu cursar Comunicação Social na UNIMEP (Universidade Metodista de Piracicaba), época em que também colaborava com vários meios de comunicação, escrevendo suas Crônicas de Arte.

Tentava então não deixar totalmente sua grande paixão de lado, cantando com sua banda em bares, festas, festivais, e participando também com outros grupos, entre eles os “Seresteiros de Piracicaba” onde cantava a velha guarda da Música Brasileira.

Em suas viagens a São Paulo – capital, articulava no meio musical; foi aí que surgiram várias oportunidades profissionais e a jornalista cantora finalmente mudou-se para a metrópole, dividindo-se entre o trabalho em um jornal e os trabalhos musicais que iam surgindo.

Logo que chegou, ingressou na Universidade Livre de Música Tom Jobim, cursando canto popular, o que levou-a a lecionar técnica vocal e interpretação nas escolas Fundação Magda Tagliaferro, Casa de Música Luiz Chaves, do saudoso ex contrabaixista do Zimbo Trio e Conservatório Lins de Vasconcelos.
Cantou na Cia Côro e Corpo de Música Afro-Brasileira ao lado do guitarrista Renato Consorte e do baterista Gigante Brazil, integrou o grupo À La cubana, de música latina, com o pianista Pépe Cisneros e o saxofonista Felipe Lamóglia, além de cantar em inúmeras Orquestras de baile, trabalhos que lhe renderam apresentações em grandes espaços por todo o Brasil.

Integrou os grupos Social Club, de soul music, ao lado do multi-instrumentista Leandro Maciel, Conga Libre de ritmos latinos com o guitarrista Lancaster, participou do projeto do pianista Daniel Maudonnet, da banda Sapucaia com o pianista Iuri Salvagnini e do grupo de música brasileira Chanés 263, com a pianista Lilu Aguiar e o grande saxofonista Nestico, trabalhos que lhe renderam cinco discos, um com cada grupo, além de shows em Espaços Culturais de São Paulo, interior, litoral e outros estados.
Participou da primeira formação da Banda Vega compondo as canções Vozes de uma dor e Flores no deserto que vieram fazer parte do primeiro CD do grupo, figurando entre as dez mais tocadas na radio Nova Brasil FM, vindo integrar o CD “As dez mais da Nova Brasil FM” produzido pela Trama Music.
Participou da trilha da novela Retrato da Lapa com as músicas Finestra e Camino produzidas pelos músicos Flávio Fernandes e Leandro Barbieri, a veicular no CNU.


Nos estúdios de gravação, além de realizar trabalhos de locução e trilhas de jingles publicitários para várias emissoras de rádio e TV, também dirige e produz outros artistas como Roberto D’arezzo, Mariana Virno, Gisele Frade, Lanah, Letícia Scarpa, entre outros.

Apresenta merchandising e programas publicitários em emissoras de TV como Gazeta, Record, SBT, Rede TV, Band, entre outras.

Participou como compositora com a canção Pérolas do disco de estréia da cantora Leilah, Correndo Perigo, produzido pelos músicos Arthur Maia e Heitor TP.

Vem realizando apresentações em diversos formatos, como Tributo a Billie Holiday, Clássicos da Música Brasileira, Jazz e Bossa Nova, e Quatro Ventos, seu projeto autoral em bares como All of Jazz, Ton Ton Jazz Bar, Bourbon Street, Soulive, Obar, Café Piu Piu, Villaggio Café, Espaço Olido, Teatro Fecap, entre inúmeros outros espaços culturais da cidade e região.

Ganhou o prêmio Melhores de 2008, na categoria melhor cantora de Música Popular Brasileira, promovido pela Rede Brasil on line. Apresentou seu trabalho nas emissoras TV Orkut, All TV e Programa Intervibe do CNU.

Atualmente está em fase de pré-produção de seu disco autoral Quatro Ventos, com novo show a ser lançado a partir de março deste ano, e também prepara seu primeiro livro “Manual Vocal” direcionado a todos os interessados no trabalho vocal.

Seu canto e sua música misturam elementos diversos, como a influência jazzística, bem como toda a música negra norte-americana, os ritmos latinos e a variedade rítmica da Música Brasileira, desde climas intimistas a momentos de vibrante alegria, em agradável linguagem popular.



Encontre mais músicas como esta em Jazz and Bossa

sábado, 24 de enero de 2009

Artista da Semana (Janeiro 25 - 31) - Paulo de Souza

Artista da Semana - Paulo de Souza



PAULO DE SOUSA

NACIO EN RIO DE JANEIRO 10 SEP 1961. ESTUDIO GUITARRA CON LOS MAESTROS BRASILEÑOS JUAN PEDRO BORGES, CARLOS DELMIRO Y RUY PEREIRA. EN LOS AÑOS 80, TIEMPO EN QUE SU PAIS SALIA DE UNA DICTATURA MILITAR HACIA LA DEMOCRACIA, PARTICIPO EN EVENTOS MUSICALES COMPARTIENDO SU IDEAL DE DEMOCRACIA Y SOLIDARIDAD HUMANA EN FAVOR DE LAS DEMARCACIONES DE LOS INDIGENAS EN EL ALTO XINGU Y LA DEFENSA DE LOS SERINGUEIROS EN EL ESTADO DEL ACRE. ESTE MOVIMENTO LO LIDEREO CHICO MENDEZ CON ARTISTAS DE RENOMBRE TALES COMO OCTAVIO BURNIER, FRANCIS HIME, CHICO BUARQUE, CLAUDIO NUCCI, JUCA FILHO, ZE RENATO, LENINE ENTRE OTROS.

VIVIO EN EL BARRIO DE TIJUCA ZONA NORTE DE RIO DE JANEIRO. COMPARTIO Y TRABAJO CON MUSICOS COMO MARCELO LESSA, ROBERTO PACIENCIA, G DO CAVACO, ROBERTO PEREIRA, ANDREZINHO, BELOBA, JOMAR Y LENA PABLO. EN EL AÑO 85 CONOCE EN RIO DE JANEIRO EL AFAMADO PIANISTA LUIS EÇA, CREADOR DEL FAMOSO TAMBA TRIO. GRACIAS A SUS HIJOS FRED & IGOR, COMIENZA CLASSES DE HARMONIA POPULAR BRASILEÑA. PARA FINES DE LOS 80 PAULO SE TRANSLADA A ITALIA TRABAJANDO CON EL CANTANTE GIL BADARO Y TAMBIEN CON LA ORQUESTRA MAGICO BRASIL.

1991 PAULO LLEGA A PUERTO RICO Y CONOCE A PEDRO GUZMAN Y SU GRUPO JIBARO JAZZ CON EL CUAL LOGRA GRABAR. EN EL PROCESO CONOCE A LA CANTANTE SUIZA ANA BAIANA RADICADA EN LA ISLA. TAMBIEM CONPARTE CON MUSICOS DE LA TALLA DE CHEBY RODRIGUEZ, RAMON VAZQUES, ROBERTO FIGUEROA ENTRE OTROS. AL PRESENTE DEDICA SU TIEMPO COMO COMPOSITOR, ARREGLISTA Y MUSICO. ESTUDIA CON EL GUITARRISTA Y MAESTRO PUERTORIQUEÑO FERNANDO MATINA QUIEN LE ESTA ENSEÑANDO LOS SECRETOS DEL JAZZ. TRABAJA COMO COMPOSITOR DE “SONGS OF LOVE” (CANCIONES PARA NIÑOS CON ENFERMEDADES TERMINALES).

SU NUEVA PRODUCCION DISCOGRAFICA “ BOSSA NOVA” TIENE 10 TEMAS DE LOS CUALES 6 SON DEL MAESTRO ANTONIO CARLOS JOBIM Y VINICIUS DE MORAES. 4 TEMAS DE SU AUTORIA DEDICADAS A SU AMOR JESUS CRISTO. ES UN CD DE MUCHA ENERGIA POSITIVA INSTRUMENTAL DE BUEN GUSTO. LOS MUSICOS PARTICIPANTES SON. DAVID ORTIZ (BATERIA), JIMMY RIVERA (BATERIA), PEDRO GUZMAN (BAJO), YAN CARLOS ARTIME (TECLADOS), PEDRO BERMUDEZ (TECLADO), ANA BAINANA VOCALISTA Y PAULO DE SOUSA GUITARRAS, BAJO Y CAVAQUINHO INSTRUMENTO FOLCLORICO DE BRASIL

http://www.muzicforever.com
http://jazznbossa.ning.com/profile/paulodesousa
http://www.myspace.com/paulodesousa



Encontre mais músicas como esta em Jazz and Bossa

domingo, 18 de enero de 2009

Artista da Semana (Janeiro 18-24) - Carolina Ferrer

Artista da Semana - Carolina Ferrer



http://www.myspace.com/carolinaferrer
http://jazznbossa.ning.com/profile/CarolinaFerrer

Biographie

Carolina Ferrer a grandi à Rio de Janeiro, dans la tropicaliste Ipanema des années 70. L’amour de la musique lui a été transmis par sa famille depuis son enfance. Parallèlement à sa formation de danseuse classique, elle baigne dans la musique brésilienne dans toute sa diversité. Mais affirme très tôt sa préférence pour la musique traditionnelle de Rio (samba et ses variations) et le tropicalisme. A l’âge de six ans, elle achetait des vinils de ses chanteurs préférés : Maria Bethânia, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Elis Regina, Bete Carvalho, Djavan, Baby Consuelo e Gal Costa.

Dans son adolescence, elle commence à fréquenter les « rodas de samba ». Petit à petit, elle s’éloigne des ses cours de danse au conservatoire et plonge dans le foisonnant univers
musical carioca. C’est ainsi que naît son envie de chanter.

Arrivée à Paris en 2000, elle commence à s’intéresser à la nuit musicale brésilienne et à se faire connaître lors de Jam Sessions au Blue Note (2003).

En 2006, accompagnée du guitariste Jorge Amorim, elle se présente, voix et guitare, dans plusieurs bars musicaux à Paris. Avec Fabio Farina (guitare à sept cordes), elle développe un répertoire de sambas classiques et des sambas-chansons en affirmant ainsi son goût pour ce style traditionnel.

Des rencontres déterminantes avec des musiciens d’exception et avec différents groupes de musique donnent à son style des nouvelles nuances, mêlant le pop au traditionnel. Son timbre de voix chaleureux et nonchalant se marie parfaitement avec notre chère MPB.

Nourrie par son goût de la composition, et avec le soutien de Vinicius Rosa e Sidney Rodrigues (deux grands guitaristes brésiliens), elle se lance dans l’enregistrement de son premier album Jasmin no Ar. Entièrement composé de ses chansons originales - à l’exception du titre Azul, de Djavan, son compositeur préféré, Jasmin no Ar est créé en novembre 2008.

Ses chansons parlent d'amour, du désir et de sa quête d'égalité entre classes sociales et entre hommes et femmes. Dans un ton confiant et joyeux, elle nous rappelle que "a vida não perdoa (la vie ne pardonne pas)", comme elle le dit avec beaucoup d'humour dans Filha do Sol. Optimisme et sincérité, deux traits pour définir cette dame de Rio qui se dit au monde pour plonger dans ses vérités et pour s'amuser. Ses vers sont comme des sucreries qu’on donne à l’âme, ce qu’elle nous offre dans Babadeio, et ils nous invitent à ne pas laisser passer ce qu’il y a à prendre dans O Passe. Enfin, elle veut qu’on s’amuse aussi !

Actuellement, Carolina répète pour les prochains concerts de Jasmin no Ar et travaille en collaboration avec Dominique Fillon (clavier) pour des participations dans son trio instrumental. Et, bien sûr, elle continue son travail de composition et écriture.

Partenaires de scène pour Jasmin no Ar: Jorginho Amorim (guitarre), Acelino de Paula (basse et clavier), Dada Vianna (percussions) et Julinho Gonçalves (percussions).

D’autres partenaires de scène… Christophe de Oliveira (batterie), Sidney Rodrigues(guitarre), Lanna (vocals), Nelsinho (guitarre), Vini Rosa (guitare e guitare eletrica), Marquinho Vasconcellos (guitare), Pedro Mamede (batterie), André Siqueira (percussions), Boca Rum (percussions), Alexandre Katatau (basse).

Contact : Carolina Ferrer - ++ 33 (0) 6 69 92 29 95 - cafe_75005@yahoo.com
www.myspace/carolinaferrer.com



Carolina Ferrer mais conhecida entre musicos e amigos por Carol, cresceu no Rio de Janeiro frequentando serestas e mais tarde rodas de samba, e foi neste rico ambiente musical carioca que veio a vontade de cantar ja na adolescencia .

Mudou-se para Paris em 2000 onde começou a fazer alguns trabalhos de backing vocal. Seu trabalho ganha peso cantando nas « jams sessions » do Blue Note (bar musical em paris) .

Em 2006 acompanhada pelo grande violonista Jorge Amorim, começa uma serie de pequenas apresentaçoes voz-violao . Com Fabio Farina (sete cordas) desenvolveu um repertorio de sambas classicos e sambas-cançoes afirmando assim seu gosto por este estilo tradicional.

O encontro com outros excelentes musicos foram trazendo côres e matéria a Carol, seu estilo vai se modelando para vir a ser variado como é a propria musica brasileira em geral (falo desta mistura do pop e tradicional)…Seu timbre de voz bem caloroso e arrastado se adapta perfeitamente com a nossa prezada MPB.

Outros projetos foram enriquecendo seu estilo,( grupos de partido alto, grupos de bossa-nova etc)

Os grandes violonistas Vinicius Rosa (que incentivou muito seu trabalho autoral, e que trabalhou na realização do disco Jasmim no Ar) , e Sidney Rodrigues.

O gosto pela composição resultou na gravação de um CD que durou dois anos e finalmente terminou em Novembro de 2008. No repertôrio temos composições originais como tambem classicos da MPB « Djavan,……….., etc.




Encontre mais músicas como esta em Jazz and Bossa

viernes, 9 de enero de 2009

Artista da Semana - Lisa Roti (Janeiro 11 - 17)

Artista da Semana - Lisa Roti



http://jazznbossa.ning.com/profile/LisaRoti
http://www.myspace.com/lisaroti
http://www.allaboutjazz.com/lisaroti
http://www.lisaroti.com



A protege of the recently-departed legendary saxophonist Franz Jackson and of jazz singer Janet Planet, Lisa Roti is bringing Chicago style jazz around the world. Regularly appearing at leading venues such as Andy's Jazz Club and Pops for Champagne (Chicago), Rockwood Music Hall (NYC), The Jazz Corner (Hilton Head, S.C.), and overseas tours to Thailand in 2005 and China in 2006.

Ms. Roti's repertoire includes songs sung in English, French, Italian, Spanish and Portuguese but it is her sincere and soulful interpretation that speaks to the listener.

From Fats Waller to Tom Petty, Roti's unique arrangements, heartfelt interpretations and impressive vocal range set her apart. From song choice to interpretation, Lisa Roti seems to have her heart in time with the pulse of what's happening now, endearing listeners young and old to the Joy of Jazz.
Roti's CD Comes Love, featuring Franz Jackson and John Harmon (Matrix) recently made it to the CD BABY top-seller list in the “Blues: Jazzy Blues Album” category.
Press Quotes

”Roti is for real, bringing an understated sensuality to what she sings, and with grace and a smile, at that. Her sultry, laid-back delivery masks an uncanny knowledge of the lyrics, and did we mention her intonation and diction are to die for? This is one to take to the bank.” --TIMEOUT CHICAGO, CRITIC’S CHOICE

“Lisa Roti's essence is warmth and she brings all of this plus great taste...” --Gene Bertoncini

“I was very moved by your feeling. You really have a lovely approach, not over done and very musical...” --Sheila Jordan

By Howard Reich | Tribune critic February 4, 2008
“...she forced a hitherto unruly audience to sit up and listen. In a creative arrangement (by Bassist Chris Carani) of “If I Only Had a Brain” (from “The Wizard of Oz”), Roti turned the beloved but timeworn tune into a showcase for unusual melodic leaps and a disarmingly sweet, semi-comic interpretation...and in the Gershwins' “The Man I Love,” she rode an unexpected funk backbeat into the edgiest, quirkiest, boldest performance of this set. Hitting off-beats hard, rewriting the famous melody line and otherwise holding her own against her colleagues. The rhythmic aggression and expressive urgency she brought to 'The Man I Love' hushed the crowd and affirmed Roti's status as a vocalist of real promise.”

“Lisa Roti is a jazz club owner's dream. She combines youth, beauty, warmth, and elegant stage presence with unique interpretations... she is a great jazz vocalist” --Bob Masteller, The Jazz Corner

viernes, 2 de enero de 2009

Artista da Semana - Celso Krause (Janeiro 4 - 10)

Artista da Semana - Celso Krause



Celso Krause

Guitarrista e compositor nascido em 22/09/63 em Pelotas, Rio Grande do Sul, em atividade profissional desde 1980, começou a tocar violão desde a infância, começando seus estudos com o professor Carlos Ferreira em em 1981 com quem estudou por vários anos, compôs trilhas sonoras para teatro e vídeo, terreno este em que deve-se destacar "o pacto"de Ronaldo de Moraes - Oficina de Cinema UCPEL/TVE, 1996, o espetáculo"um homem é um homem", peça de Bertoldt Brecht, com direção de paulo flores, e mais recentemente (2007)a trilha para o espetáculo "As estações na cidade",projeto desenvolvido em conjunto com o núcleo de pesquisa formado para a produção desta peça.

Atua como professor de música nas desde 1985, trabalhando em quase todas escolas de música locais obtendo notável reputação nesta área.

Cursou o Instituto de Letras e Artes da UFPel, onde ministrou, como aluno, no Regime de Extensão o curso "harmonia e improvisação". Nesta área fez também um curso rápido com Ary Piassarolo, um guitarrista de renome internacional, que tocou com nomes como Elis Regina e Djavan.

Formou vários grupos dos mais variados grupos gêneros musicais, entre os quais Fenemê, Big Bang, Liberdade de Expressão, etc.

Em 2000 gravou seu primeiro CD, chamado "Insigth". Depois veio o clássico disco gravado ao vivo do chamado "Fenemê ao vivo" (2001), que contou com alguns dos melhores instrumentistas do estado, depois foram os discos "Agosto"(2004), "Saudade do Futuro"(2002-2004), este último em parceria com o baterista e compositor Ronaldo Régio e o cd "Bossa´n´Dombe" que foi um grande sucesso de ´pública e crítica. O próximo projeto é o lançamento da trilha sonora original do espetáculo "As estações na cidade" que já tem data prevista para o fim do ano de 2007. Neste ano desenvolve trabalho junto a ATES(associação do Trabalho e Economia solidária)para a criação de um projeto chamado estúdio Livre, vinculado ao ministério do Trabalho e que tem por meta a inclusão social através da musica usando de novas tecnologias (software livre) proporcionando a jovens e adultos a oportunidade de gravação de seu próprio CD com custo zero. E desenvove a sua já conhecida e reconhecida Oficina de Improvisação junto a escola de musica Tercina. Paralelamente a tudo isto, continua seu trabalho de intérprete e instrumentista com seu grupo Celso Krause trio,formado com o baixista portoalegrense Alexandre Rosseto e o baterista Maurício Veiras (velho companheiro desta já longa jornada).

No ano de 2008, lançou o cd "2002/2007 de agosto às novas estações "uma coletânea que inclui musicas dos 4 cds citados acima mais uma inédita que está incluida no cd ainda inédito "as estações na cidade". Durate este ano esteve viajando pelo Brasil e divulgando seu novo cd, tocando em Florianópolis(sc) São Paulo(sp) e Santa Maria(rs) e inumeromunicipios no interior do Rio Grande do Sul além de manter seu trabalho na sua cidade natal.

Entre os planos pra 2009 está o lançamento do cd "as estações na cidade" evento que acontecerá paralelo a apresentação da peça teatral que oportunizou a criação desta rilha sonora em Sâo Paulo, o projeto ainda sem nome definido dediacado aos grandes compositores brasileiros e standards de jazz, onde demonstratrá um pouco mais de usa faceta de intérprete.

http://www.myspace.com/celsokrause
http://jazznbossa.ning.com/profile/celsokrause