Jazz and Bossa Radio

Jazz and Bossa Radio
Jazz and Bossa Radio

miércoles, 19 de mayo de 2010

Artista da Semana (maio 16 - 22) - Carol Saboya

Artista da Semana - Carol Saboya



http://www.carolsaboya.com.br
O ambiente sempre foi musical. Filha do compositor Antônio Adolfo, Carol Saboya foi criada em meio a acordes inspirados, partituras rabiscadas, músicas nascendo: arte em pleno processo de criação. Aos oito anos registrou sua voz pela primeira vez em dupla com Miéle no compacto A menina e a TV. Ainda menina participou como vocalista de discos de Erasmo Carlos e Ângela Ro Ro. Participou do histórico musical Verde que te quero ver e de trilhas sonoras infantis. Passou três anos estudando canto nos Estados Unidos, quando participou do CD Brasileiro, de Sérgio Mendes.

Na volta ao Brasil gravou com a pianista americana Joyce Collins e participou de um tributo a Aldir Blanc, que se emocionou ao ouvir Carol cantar a música Carta de pedra no Canecão. A menina de voz doce e afinação impecável começou a chamar atenção da mídia. O aguardado trabalho solo veio em 1998. Produzido por Almir Chediak, Dança da voz garantiu a Carol o Prêmio Sharp de Melhor Cantora Revelação do ano. No ano seguinte se debruçou sobre a obra de Tom Jobim e gravou, acompanhada pelo violão de Nelson faria, o álbum Janelas abertas.

Em 2000 é a vez de visitar o inconsciente coletivo com o repertório cinematográfico de Sessão Passatempo. Ainda nesse ano defendeu Imaginária, de Suely Mesquita e Mário Seve, no Festival da Música Brasileira promovido pela TV Globo. O álbum seguinte, Presente (2003) retomava a sofisticada e bem sucedida mistura de música pop e tradicional presente no primeiro. Para 2005 Carol prepara um CD inteiramente dedicado ao inspirado letrista Abel Silva, seu primeiro parceiro musical.

Dois anos depois, em setembro de 2005, teve a oportunidade de gravar o seu primeiro DVD ao vivo (ainda em fase de finalização), no Teatro Leblon, com concepção e direção de Paulinho Moska. No show, interpretou músicas dos seus dois discos lançados no Japão Bossa Nova e Nova Bossa e contou com a participação especial de Marcos Valle, Rildo Hora e Os Cariocas. O primeiro trabalho gravado integralmente com seu pai veio em 2006, quando lançou Antonio Adolfo e Carol Saboya - ao vivo / live. O CD surgiu a partir do show Bossa Nova Forever, um tributo à bossa nova e ao samba-jazz, que fizeram em outubro de 2005, na Universidade de Miami.

Dentre os projetos para o futuro, Carol quer se dedicar à carreira de compositora, firmar as parcerias com Abel Silva (com quem compôs Agora, Amanda, Sim, Olhos tontos) e com Marcelo Moutinho (Quando o verbo é partir) e ainda gravar um disco com as novas criações.

No hay comentarios: