Jazz and Bossa Radio

Jazz and Bossa Radio
Jazz and Bossa Radio

viernes, 10 de octubre de 2008

Artista da semana - (Outubro 12- 18) Eugénia Melo e Castro

Artista da semana - Eugénia Melo e Castro



Maria Eugénia Menéres de Melo e Castro

Nasce na Covilhã, Serra da Estrela (Portugal). Filha dos escritores Maria Alberta Menéres e E. M. de Melo e Castro. Em Lisboa estuda Artes Gráficas, aprende Piano e Canto. Em Londres estuda Cinema e Fotografia, na London Film School.

1977
Cria ( com Seme Lutfi e Alberta Melo e Castro) e actua como actriz, no Grupo de Teatro ÂNIMA, desenvolvendo um trabalho de poesia experimental concreta, sonora e visual encenada.

Integra o grupo de teatro "A Barraca" em 1977/78, onde trabalha, entre outros, com Augusto Boal, Mário Viegas, Maria do Céu Guerra e Júlio Pereira.

1978
Estreia-se como actriz de cinema no primeiro filme de Joaquim Leitão "Prá Frentex". No mesmo ano, protagoniza com Luís Lucas o filme "Três Corvos Negros", produzido para a RTP (Radiotelevisão Potuguesa) e integrado na série Contos Tradicionais Portugueses.

1979 – 1985
Compõe, interpreta e produz musicalmente 8 bandas sonoras de filmes de animação, da série "Ouriço Cacheiro", para a RTP, no âmbito do intercâmbio de filmes de animação para a UER (União Europeia de Radiotelevisão).

1980
Apresenta na RTP uma série de 24 programas semanais de Televisão. Em "Quadrados e quadradinhos", estreia-se como produtora musical, cantora e compositora, acompanhada pelos também estreantes Trovante.

1981
Vai ao Brasil convidar Wagner Tiso para gravar o primeiro disco "Terra de Mel", onde participam músicos brasileiros e portugueses. Nesse ano é considerado o melhor disco editado em Portugal e Eugénia a melhor cantora portuguesa. Pelo sucesso de “Terra de Mel” e “Águas de Todo o Ano”, é distinguida com o SE7E de Ouro.

Desenvolve uma intensa relação, musical e pessoal, com uma série de artistas brasileiros, que materializa nos trabalhos seguintes e se revela determinante no rumo da sua carreira, conquistando cada vez mais espaço quer em Portugal quer no Brasil.

Neste contexto, conduz uma pesquisa profunda da música que se fez no começo do século XX em ambos os países. Estreita laços musicais e poéticos, afirmando a sua liberdade em todos os seus discos.

1996 - Cinema
Volta a fazer cinema, como atriz e cantora, em 1998 com o filme "Bocage, o Triunfo do Amor" de Djalma Limonge Batista. A obra é distinguida no Sundance Film Festival, em Utha, com a melhor Direcção Artística.

1998
Destas viagens, trabalhos, concertos e gravações, nasce a ideia de alargar a sua experiência pessoal a outros artistas de ambos os países. Idealiza e cria o programa de televisão “Atlântico”, realizado e produzido em Lisboa no Verão de 1998. É emitido a partir de Março de 1999, em Portugal pela RTP e no Brasil através da TV Cultura, e reune, durante 14 semanas, duplas de cantores e compositores dos dois países. “Atlântico” é idealizado e apresentado por Eugénia e conta com o convidado especial Nelson Motta na co-apresentação dos 14 programas.

16 discos em 20 anos
Entre 1982 e 2002, grava 16 discos, onde se incluem duas edições ao vivo.Todos os seus trabalhos têm lançamentos em Portugal e no Brasil.

Parcerias
Nestes trabalhos, e nos espectáculos que apresenta em Portugal e no Brasil, desenvolve parcerias autorais e vocais com vários compositores e intérpretes como Tom Jobim, Wagner Tiso, Caetano Veloso, Toninho Horta, Francis Hime, Celso Fonseca Guto Graça Mello, Jon Lucien, Gonzaguinha, Vinícius Cantuária, Ney Matogrosso, Milton Nascimento, Chico Buarque, Simone, Carlos Lyra, Paulo Jobim, Gal Costa, Ana Mariana, Egberto Gismonti, Mário Laginha, António Pinho Vargas, Pedro Caldeira Cabral, Márcio Montarroyos, Zeca Assumpção, Nico Assumpção, Artur Maia, Paulo Moura, Jaques Morenlembaum, Nelson Ayres, Paulo Bellinati, Fábio Tagliafferri, Orquestra Brasileira de Cordas, Rio Cello Ensemble, Edgard Barbosa Poças, Orquetra Jazz Sinfónico de S.Paulo, Camerata Tiso, Jorge Ben Jor, Eduardo Queiróz, Emílio Mendonça, Renato Consorte e Christiano Rocha.

2002
Estreia como compositora musical, completando assim o seu lado autoral, uma vez que sempre assinou a maioria das letras que canta. Com o CD “Paz” abre-se uma nova janela criativa no seu trabalho musical.
Ao lado do produtor brasileiro Eduardo Queiróz, desenvolve a sua linha musical actual com novos arranjos para musicas suas, novas linguagens e permanente canal aberto para os novos sons, novas parcerias e autorias inéditas.

2003
Dedica este ano ao lançamento do disco “Paz”. Grava o CD “Paz ao vivo”, que sai no Natal deste ano. Deste trabalho, retira o single “dança_da_ lua.2004.doc” que edita em Agosto.
Nomeada, na categoria de melhor cantora nacional pelo seu disco PAZ para os Globos de Ouro 2003, em Portugal.
Em Outubro apresenta um conjunto de espectáculos em Portugal, numa tourné que visita as principais cidades do país.

2004
Grava os cds Dança da Luz e DESCONSTRUÇÃO .

Shows ao Vivo
Ao longo dos últimos 15 anos faz diversas tournés por todo o Brasil.
Em S. Paulo, actua no Supremo Música, no Teatro Hilton, no Teatro Crown Plaza, no Memorial da América Latina, no SESC Pompeia, no SESC Vila Mariana, no teatro Municipal de S. Paulo com Orquestra Jazz Sinfónica, com a qual se apresenta no parque Ibirapuera por 3 vezes para 50.000 pessoas em cada show. Canta e faz temporadas de shows no teatro do MASP, no Teatro Cultura Artística, no Credit Card Hall, no Tom Brasil, no La Luna e na Pinacoteca do Estado.

No Rio canta nos seguintes teatros: Teatro Municipal, Jazzmania, Canecão, Mistura Fina, Concha Acústica da Gávea, Teatro cecília Meirelles, Teatro Ipanema, Paço Imperial, Espaço Cultural Banco do Brasil, Morro da Urca – Noites Cariocas, Golderoom do Copacabana Palace, Circo Voador, Fundição Progresso, Interlagos – Rio Centro festival de Jazz. De alguns destes shows saem 2 cd's ao vivo e vários especiais de televisão.

Já em 2003, grava em S. Paulo um show especial para a Sony Music Entertainment Television, para exibição nesse canal de televisão e edição em DVD.

2005
Lança e divulga o Cd DESCONSTRUÇÃO em Portugal e no Brasil.

Faz mais de 30 Shows no Brasil no Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizinte, Vitória do Espirito Santo, e em São apulo, no SESC Vila Mariana, no SESC Pinheiros, no Tom Jazz, e no interior do Estado de São Paulo, onde fez tourne pelas principais cidades. No Natal o CD esta colocado nos 3 lugar doTOP de Worl Music da FNAC Brasil.

2006
Faz shows até finais de Março no Brasil.
Regressa a Portugal, onde inicia uma pesquisa de musicas Pop de Portugal.

2007
Comemora 25 anos do lançamento do seu primeiro disco - Terra de Mel
Assina contrato com a UNIVERSAL MUSIC Portugal.
Em Abril / Maio grava o Cd POPORTUGAL em São Paulo.
Lança o CD POPORTUGAL em Portugal em Junho de 2007.
Junho 2007 - Faz 5 espectáculos em Portugal - dia 16 - LISBOA no CCB, Grande Auditório, 21 em Ponta Delgada, 23 na Covilhã, 28 em Coimbra ,e dia 30 no Porto na Casa da Musica.
Em Setembro lança em Portugal os discos PAZ e DESCONSTRUÇÃO Duplo, com novas masterizações.e novas capas.
Em Novembro regressa ao Brasil onde faz shows ate o fim do ano.

2008

Lança no Brasil os discos PAZ, Eugénia canta Vinícius de Moraes, desconstrução Duplo e Duetos x 16. - todos saiem em edições brasileiras da Brazilmusica / Atração.
Dia 23 de janeiro faz show especial integralmente cantado em Inglês, no Bourbon Street, em São Paulo.
Grava TANTO, musica e letra de Sergio Basbaum, com violão de Swami Jr.
Dias 8 , 9 , 10 , e 12 de Fevereiro faz shows comemorativo de 25 anos de carreira no Brasil, no Sesc Santo André, SESC Pinheiros e SESC Rio Preto.
Em Abril lança no Brasil pela EMI do Brasil o seu novo disco POPORTUGAL.



http://www.eugeniamc.com
http://jazznbossa.ning.com/profile/EugeniaMeloeCastro
http://www.eugeniameloecastro.com

No hay comentarios: